REAPER V5.93 DAW apresenta versões nativas do Linux

Linux-Unix / REAPER V5.93 DAW apresenta versões nativas do Linux 2 minutos lidos

A popular estação de trabalho de áudio digital REAPER foi recentemente atualizado para a versão 5.93, que introduz compilações Linux-Native. Esta é uma grande notícia para usuários de Linux que geralmente fazem suas gravações de áudio em máquinas Windows ou Mac, já que REAPER é uma das DAWs mais populares disponíveis.

Embora REAPER seja um programa pago, é um DAW completo, com um preço de apenas US $ 60 por licença individual e tem um período de teste gratuito de 60 dias. Comparado com DAWs semelhantes como Cubase, FL Studio e Pro Tools, que variam entre $ 200 e $ 600, é óbvio porque REAPER é usado por tantas pessoas hoje em dia.



As compilações nativas do REAPER do Linux estão em beta desde 2016, começando com o REAPER v5.20 Beta 10, então é incrível que o REAPER V5.93 traga um suporte nativo do Linux mais completo para o software. Os desenvolvedores avisam que as compilações do Linux ainda são experimental , mas pelo menos eles estão sendo retirados da versão beta.



o changelog para REAPER V5.93 é o seguinte:



v5.93 - 17 de julho de 2018 - Impeach já

  • Itens de automação: configurações separadas para encaixar itens de automação em itens de mídia ou outros itens de automação
  • Envelopes: permite a conversão do segmento do envelope em curva de Bezier, mesmo se a forma do ponto do envelope padrão for quadrada [ t = 208290 ]
  • FX: evita a redefinição do thread de áudio ao colocar um FX offline online
  • FX: conserta potencial travamento ao mover faixas com determinado JSFX para o subprojeto [ t = 207996 ]
  • FX: corrige o problema de exportação .aupreset [ t = 203533 ]
  • Linux: compilações nativas experimentais do Linux agora disponíveis
  • Editor MIDI: suporte ajuste para medir independentemente da fórmula de compasso
  • Editor MIDI: atualize os nomes CC personalizados na lista suspensa do editor ao alterar a faixa ativa [ t = 208759 ]
  • Roda do mouse: suporte a tecla Windows (controle no macOS) como modificador [ t = 177917 ]
  • Notação: ajuste adequadamente os eventos ao inserir mensagens de notação em itens de mídia com deslocamento de início diferente de zero [ t = 208079 ]
  • Notação: corrige o acesso inválido ao remover eventos de texto
  • Configurações do projeto: adicionar opção para o estado padrão do item 'Preservar o pitch ao alterar a taxa' [ p = 1965998 ]
  • Configurações do projeto: adicionar opção para basear as marcações da régua fora do deslocamento da medida do projeto [ t = 208074 ]
  • Configurações do projeto: adicionar opção para substituir a preferência global para cópia de mídia na importação
  • Desfazer: otimize o carregamento do estado de desfazer quando os itens forem reordenados ou excluídos
  • VLC: suporte VLC 2.1,2.2 e 3.0, exceto no macOS de 32 bits (que ainda oferece suporte a 2.0-2.2)
  • VLC: suporte ao carregamento de VLC ou VLC.app no ​​caminho relativo ao REAPER
  • VLC: procure também /Applications/VLC2/32/64.app no ​​macOS
  • Vídeo: adicione resolução 9:16 e mais taxas de quadros às predefinições de codificação

Quais recursos estão nas compilações nativas do Linux?

As compilações nativas do Linux atuais estão disponíveis para i686, x86_64 e ARMv71 para Raspberry Pi 2 e superior.

As compilações nativas do Linux estão no mesmo nível dos recursos das versões Windows e Mac, a única coisa a se estar ciente é que as GUIs podem ser um tanto inconsistentes devido aos menus e diálogos sendo implementados diretamente no libSwell.

Ele suporta todos os FX integrados do REAPER, bem como plug-ins VST2 e VST3 baseados em Linux. No entanto, ele não oferece suporte para os formatos LADSPA, DSSI e LV2 nativos do Linux. Os back-ends de áudio suportados são ALSA, JACK e Pulseaudio - no entanto, JACK é necessário para suporte midi. Appuals irá preparar em breve um guia para executar VSTs do Windows nas compilações nativas do REAPER para Linux, portanto, fique atento para isso.